São José dos Campos Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
27 de junho de 2015 11:28

Perfis de funcionários que deveriam ser evitados

Por Papo Empresarial

sergio nigro banner sombra

perfis

Na hora de contratar funcionários, a grande maioria das empresas está atenta a experiências prévias dos candidatos, formação e idiomas. Mas os aspectos comportamentais não são tão fáceis de averiguar. Identificar esses colaboradores é uma missão delicada, porém possível. Quando esses perfis aparecem, o gestor deve conversar com eles. Dá a oportunidade de corrigir a rota antes de qualquer medida drástica. Se o problema for de relacionamento, a alternativa prévia ao desligamento é a transferência do funcionário para outra área da empresa.

A seguir, veja cinco perfis de funcionários que devem ser evitados.

1. O santo que não bate:
Muitas demissões se devem a problemas de relacionamento, quando o santo do chefe não bate com o do funcionário.
Em situações de cortes, gestor deve demitir os que não estão junto de si.
Um funcionário que o conflito é latente estará na mira do desligamento.

2. O certinho:
Há funcionários que tecnicamente são excelentes, mas, no momento em que a equipe realmente precisa de apoio, caem fora.
São os certinhos no horário de entrada e saída, no tempo de almoço e do café e individualistas no dia a dia.
Desempenham as tarefas de modo correto, mas falta o trabalho em grupo.
O certinho também pode acabar estimulando atitudes negativas na equipe, levando outros a fechar-se em si.

3. O charlatão:
È aquele que tem sempre um discurso de ética para expressar, mas que, na prática, apresenta atitudes questionáveis.
O ‘faça o que eu digo e não faça o que eu faço’ é um mal dentro das organizações, porque, no mínimo, gera desconfiança no ambiente.

4. O colaborador que nasceu assim cresceu assim:
Trata-se de pessoas que ficam e não saem nunca da zona de conforto.
Nasceram assim, cresceram assim e vão morrer assim.
Representam a antítese dos que são antenados, em busca de inovação.

5. O falso marketeiro:
É aquele fala sobre trabalhos que não realizou sobre projetos de sua equipe.
O gestor deve ficar atento aos que falam muito sem sustentação profissional.
Eles tendem a levar o crédito sem terem feito nada, irritando a equipe.

sérgio_nigro

Papo EmpresarialSergio Nigro Sergio Nigro é paulistano, empresário, 
engenheiro mecanico naval, administrador de empresas e jornalista.

Contato: colunistasergio@hotmail.com

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*