São José dos Campos Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
15 de agosto de 2016 17:32

Caso você não saiba… Somewhere Over the Rainbow

Por Redação Silvia Helena

bd genacol

bd arco iris

Durante o Oscar 2014, comemoraram o 75º aniversário do lançamento do “Mágico de Oz”, com Pink cantando “Somewhere Over the Rainbow”. Mas o que poucas pessoas perceberam, ao ouvir esse incrível performer cantando essa canção inesquecível, é que a música está profundamente enraizada na experiência judaica. Não é por acaso, por exemplo, que as maiores canções de Natal de todos os tempos foram escritas por judeus. Por exemplo, “Rudolph, a Rena do Nariz Vermelho” foi escrita por Johnny Marks and “White Christmas” foi escrita por (cantor), filho de um cantor litúrgico judaico, Irving Berlin.

Mas talvez a canção mais pungente, emergindo do êxodo em massa da Europa foi “Somewhere Over the Rainbow”. As letras foram escritas por Yip Harburg. Ele era o caçula de quatro filhos de imigrantes judeus russos. Seu verdadeiro nome era Isidore Hochberg e ele cresceu em um lar ortodoxo judaico, com língua idish.

A música foi escrita por Harold Arlen, filho de um cantor. Seu verdadeiro nome era Hyman Arluck e seus pais eram da Lituânia.

Juntos, Hochberg e Arluck escreveram “Somewhere Over the Rainbow”, que foi eleita a canção número um do século 20 pela Recording Industry Association of America (RIAA) e do National Endowment for the Arts (NEA). Ao escrevê-lo, os dois homens chegaram profundamente em sua imigrante consciência judaica – emoldurado pelos pogroms do passado e do Holocausto prestes a acontecer – e escreveram uma melodia inesquecível, com palavras proféticas.

Leia as letras em seu contexto judaico e, de repente, as palavras já não são mais sobre bruxos e Oz, mas sobre a sobrevivência judaica:
*********************
Somewhere over the rainbow
Way up high,
There’s a land that I heard of
Once in a lullaby.
Somewhere over the rainbow
Skies are blue,
And the dreams that you dare to dream
Really do come true.
Someday I’ll wish upon a star
And wake up where the clouds are far behind me.
Where troubles melt like lemon drops
Away above the chimney tops
That’s where you’ll find me.
Somewhere over the rainbow
Bluebirds fly.
Birds fly over the rainbow.
Why then, oh why can’t I?

Além do arco-íris
Bem alto,
Há uma terra que eu ouvi falar de
Uma vez em uma canção de ninar.
Além do arco-íris
Céu é azul,
E os sonhos que você ousa sonhar
Realmente se tornam realidade.
Algum dia eu vou desejar por uma estrela
E acordar onde as nuvens estão muito atrás de mim.
Onde os problemas derretem como gotas de limão
Longe acima dos topos das chaminés
É aí que você vai me encontrar.
Além do arco-íris
Pássaros azuis voam.
Pássaros voam além do arco-íris.
Por que, então, oh porque eu não posso?
Se passarinhos azuis voam felizes
Além do arco-íris
Por que, oh porque eu não posso?

*********************

Os judeus da Europa não podiam voar. Eles não podiam escapar para além do arco-íris. Harburg foi quase clarividente quando ele falou sobre o desejo de voar, como um pássaro azul longe das “chaminés”. Na era pós-Auschwitz, chaminés tomaram um significado totalmente diferente do que eles tinham no início de 1939.

A mãe de Pink é Judith Kugel. Ela é judia, de origem lituana. Conforme Pink cantava a canção Harburg / Arlen do palco no Oscar, eu não estava pensando sobre o filme. Eu estava pensando sobre os judeus perdidos da Europa e dos imigrantes para a América. Fui então atingido pela ironia de que, há dois mil anos, a terra que os judeus ouviam falar de “uma vez em uma canção de ninar” não era a América, mas Israel. A coisa notável seria a de que menos de dez anos depois que “Somewhere Over the Rainbow” foi publicado, pela primeira vez, o exílio tinha acabado e o Estado de Israel renasceu. Talvez os “sonhos que você ousa sonhar realmente se tornem realidade.”

Por favor, passe esta mensagem, muitos a desconhecem.

SOLOMOTO 628x136 3x16cm

____________________
Expediente São José dos Campos Diário
Bem vinda! Bem vindo!
Email: sjcdiario@gmail.com
http://app.vc/sjcdiario

PORTAL DE NOTICIAS SJC DIÁRIO

 

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*

18/08/2016

Solomoto Brasil

Solomoto sempre presente! 😉