São José dos Campos Diário - Conteúdo interativo de notícias, vídeos, esportes, lazer, blogs e jornalismo
28 de maio de 2014 10:07

Militares querem que Genoíno devolva medalha do pacificador

Tuninho da farmácia e Martim César no banco dos réus e O Dia na História

Por Cidadania
Anuncie conosco (12) 3207 0174 ou email: paulo.silva@sjcdiario.com 

cataldi pensando voce

O DIA NA HISTÓRIA

  1. Quarta-feira, 28 de maio.
  2. Faltam 217 dias para o fim do ano.
  3. 15 para a copa.
  4. Fundação, em São Paulo do primeiro Partido Socialista Brasileiro (1902).
  5. Golpe em Portugal leva Salazar ao poder, numa ditadura que durou 44 anos (1926).
  6. Criação da OLP – Organização para a Libertação da palestina (1964).
  7. Morte do Duque de Windsor, ex- rei Eduardo VIII, que abdicou por amor ao trono da Inglaterra.
  8. Morte do pintor Alfredo Volpi (1988).

TUNINHO DA FARMÁCIA E MARTIM CÉSAR NO BANCO DOS RÉUS
Justiça decide julgar se houve improbidade de vereadores de Pindamonhangaba no uso de carro oficial da câmara para fins particulares.

O caso ganhou notoriedade nacional e internacional, porque passou no Fantástico, inclusive na Globo Internacional.

Mas, a Câmara Municipal arquivou processo interno, considerando o caso encerrado com a indenização da gasolina.

O Ministério Público, contudo, propôs a abertura de Ação Civil Pública, por que: um vereador confessou o uso do carro para tratamento de saúde; o outro porque não sabia que estava agindo errado, mesmo já tendo presidido e ocupado altos cargos na mesa diretora da Casa.

O Juiz Hélio Aparecido Ferreira de Sena decidiu que o processo vai prosseguir contra os Vereadores Tuninho da Farmácia, do PDT, e Martim César, do DEM. Mandou citá-los e deu prazo de 15 dias para apresentação de defesas.

Os tempos estão mudando. MILITARES INCLUSIVE QUEREM CASSAR A MEDALHA DO PACIFICADOR CONCEDIDA A GENOÍNO. LEIA ABAIXO…

cataldi MILITARES QUEREM QUE GENOÍNO DEVOLVA MEDALHA DO PACIFICADOR

Militares pretendem cobrar do comandante do Exército, General Enzo Petri que casse a medalha concedida ao ex-deputado José Genoíno, ao tempo em que foi assessor do Ministro da Defesa.

O artigo 10 do decreto 4.207/02, que regulamenta a comenda, obriga a cassação da medalha em casos de condenação judicial do homenageado por “crime ou atentado contra o erário”.

Mas, o Exército Brasileiro não confiscou a Medalha Pacificador do ex-deputado José Genoíno, cumprindo pena de 4 anos e 8 meses de prisão no regime semiaberto na Ação do Mensalão.

Ao mesmo tempo, o advogado de Genoíno volta a requerer que o plenário do Supremo Tribunal Federal julgue com urgência o recurso do sentenciado para que retorne à prisão domiciliar em face do estado de saúde…

Com saúde não se brinca, é bem verdade. Mas, se já havia contestação ao mérito da medalha, mantê-la ao condenado contrariando a norma, parece provocação.

Estão cutucando a onça com vara curta.

Falei e disse.

Anuncie conosco (12) 3207 0174 ou email: paulo.silva@sjcdiario.com 

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*